quarta-feira, 5 de setembro de 2007

O TEMPO DO AMOR

O tempo não faz o menor sentindo quando se trata do amor.
O amor é vivido num tempo alheio, único e irrefutável.
O amor é construído não no tempo de anos, meses e dias...
mas num tempo de momentos vividos, de carinhos trocados, de conversas longas....
O tempo do amor não pode ser cronometrado, contado...
o amor não pode ser medido pelo tempo. É sublime!
Concretiza-se na cumplicidade, no companheirismo e na intimidade revelada.
(By Markélen 06/06/06)

Um comentário:

breno disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.